saiba como é ser um empresário individual

Empresário Individual: descubra as vantagens e desvantagens de ser um EI

A modalidade jurídica Empresário Individual (EI) é uma das mais recorrentes no Brasil. Contudo, com o surgimento do MEI (Microempreendedor Individual), algumas pessoas confundem essas duas opções. Neste artigo vamos esclarecer o que é o EI, suas vantagens e desvantagens, para te ajudar a entender se essa é uma boa opção para a sua empresa.

O que é Empresário Individual?

Você já ouviu falar em “firma individual”? Era assim que o Empresário Individual era conhecido antes. Essa modalidade jurídica empresarial é adequada para empreendedores que querem tocar o seu negócio sozinhos, sem sócios, mas desejam formalizar a empresa.

Nesse caso, o empreendedor deverá ser o titular do negócio e a razão social composta por seu nome civil, podendo incluir alguma outra referência à sua atividade, caso queira. É importante saber que essa modalidade de empresa não diferencia o patrimônio pessoal e jurídico, isto é, tudo o que é do empreendedor é da empresa legalmente falando.

Por ser um modo jurídico mais complexo que o MEI, o EI precisa de atenção especial sobre aspectos como exigências legais, regularização do negócio e obrigações acessórias. Agora que você já sabe o que é Empresário Individual, vamos falar das suas vantagens e desvantagens.

Vantagens de ser um EI

A modalidade de Empresário Individual se destaca particularmente em relação à condição de Microempreendedor Individual. Embora ser um MEI seja mais simples, essa modalidade empresarial apresenta limitações relevantes para quem deseja expandir o negócio. Dessa forma, podemos listar como principais vantagens de ser um EI:

– O limite de faturamento é de 3,6 milhões anuais pelo Simples Nacional e 78 milhões anuais se enquadrado no Lucro Presumido;

– A contratação de funcionários é ilimitada;

– Não há capital social mínimo para a abertura de uma EI, mas é preciso ter pelo menos R$ 1000 em caixa.

Como você pode perceber, formalizar-se como um Empresário Individual pode ser uma opção interessante para quem deseja expandir o negócio e montar uma empresa de fato. No entanto, tem também seus problemas…

Desvantagens da modalidade Empresário Individual

Nem tudo são flores para o EI, como tudo na vida, essa alternativa também apresenta algumas questões que precisam de atenção para decidir se essa é mesmo a melhor opção para abertura da empresa. Além do que já mencionamos sobre ser um modo jurídico mais complexo, o que exigirá maior dedicação e atenção do empreendedor do que se ele for um MEI, existem outros aspectos a serem levados em conta:

– A empresa não pode ser transferida para outro titular, nesse caso, a única opção é a venda do negócio;

– Profissões com regulamentação própria, como advocacia, arquitetura, psicologia e afins, NÃO podem ser empresas na modalidade EI;

– Não existe separação jurídica entre o capital da empresa e o individual, isto é, se houver dívidas, o empreendedor poderá ter que responder com os seus próprios bens.

Caso você identifique que o modo jurídico Empresário Individual ainda não é o ideal para você, saiba que existe mais uma opção além dele e do MEI: o EIRELI. Então, nem tudo está perdido. O que você achou dessa alternativa? Acha que é uma opção interessante? Deixe um comentário com a sua opinião!

share post:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *