Gerenciamento de processos: o que você precisa saber!

O modelo tradicional de gestão é configurado por uma estrutura vertical e setorial, com uma visão limitada quanto à integração entre os setores. Contudo, a constante busca pela modernização e qualificação da administração empresarial, a fim de lidar com aspectos como a crescente competitividade e contextos de crise, tem oferecido outras estratégias mais eficientes de gerência.

Dentre essas propostas está o gerenciamento de processos. A seguir, vamos definir melhor o que é esse modo de gestão e algumas considerações para a sua implementação.

O que são e quais os tipos de processo em uma empresa?

Em primeiro lugar, é importante que você entenda o que são os processos no contexto empresarial. Eles podem ser definidos como um conjunto de atividades que caracterizam a trajetória de uma ação da empresa, do seu início à sua conclusão. Nesse sentido, pode-se classificar os processos em três tipos:

– Os processos primários, que refletem diretamente na relação com o cliente por estarem relacionados com a trajetória da produção à entrega do produto;

– Os processos de apoio, que se referem ao fornecimento dos recursos necessários à produção, como serviços, equipamentos e afins;

– Os processos de gestão, que gerenciam o funcionamento dos outros processos.

O gerenciamento de processos é uma proposta que tem como finalidade criar estratégias e ações para qualificar essas trajetórias.

O que é o gerenciamento de processos?

A gestão de processos é uma estratégia administrativa que tem como finalidade analisar e qualificar, continuamente, os processos que compõem um empreendimento. Para isso, se utiliza da pesquisa, análise, definição, execução e monitoramento dos processos da organização.

Nesse sentido, é preciso diferenciar processos de setores. É possível que um mesmo processo passe por diversos setores, portanto, o gerenciamento de processos deverá considerar a comunicação e articulação entre eles.

Por exemplo: da produção de um objeto à sua comercialização, todo o processo diz respeito ao produto, e cada momento dele irá influenciar na reação do cliente com o resultado final. Entretanto, ele passa pelos setores de: fabricação/produção ou compra, estoque, logística, venda, entrega e pós-venda.

Aqui temos mais de um setor que influencia no mesmo processo e todos eles deverão atuar bem para que o cliente receba o produto em perfeito estado, seja bem atendido e fique satisfeito.

Como implementar o gerenciamento de processos?

Para implantar a gestão de processos em uma empresa é preciso lidar com alguns princípios a fim de configurar as ações em conformidade com eles:

  • Modelagem: é o mapeamento completo de um processo, que torna possível identificar todas as suas etapas, funções e responsáveis envolvidos;
  • Análise: auxilia no entendimento de um processo, identificando o que é necessário para que o seu objetivo seja atingido com êxito;
  • Desenho: organiza detalhadamente as atividades, tarefas, fluxos e outras definições orientadas pela análise realizada, de modo que o trabalho alcance o objetivo pretendido com qualidade;
  • Gerenciamento: consiste no acompanhamento, monitoramento e avaliação de cada processo a partir de métricas, medidas e indicadores de desempenho;
  • Transformação: ocorre quando se identifica que um processo não está sendo efetivo para o alcance do resultado esperado, a fim de otimizá-lo.

É claro que aqui apresentamos apenas um resumo do que é o gerenciamento de processos e do que é necessário considerar para a sua implantação. Ainda assim, é importante ressaltar que nem todo empreendimento se beneficiará da mesma maneira com essa estratégia de gestão.

Você pode aprofundar mais seus conhecimentos sobre gestão de empresas lendo o nosso e-book sobre um dos seus principais elementos: o plano de negócios. Confira: Como construir um plano de negócios bem-sucedido.

share post:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *